Um Seis de Janeiro Muito Especial

O Espiritismo […] terá, sobretudo no começo, que lutar contra as ideias pessoais, sempre absolutas, tenazes, lentas a se ligar às ideias de outrem, e contra a ambição dos que, a despeito de tudo, querem ligar seu nome a uma inovação qualquer; que criam novidades unicamente para poder dizer que não pensam e não fazem Leia mais… »

Yeshua Mashiach – Filho do Homem

Yeshua Mashiach – Filho do Homem Por Beto Souza. A tradução de nomes próprios é algo que sempre considerei desconfortável pelo estranhamento quando nos deparamos com os nomes originais e eles são diferentes dos que nos acostumamos desde a infância. O fenômeno não é isolado, se repete por toda a parte num quebra cabeças de idiomas Leia mais… »

Jesus não é, nem foi cristão!

Ouço muitos dizerem que Jesus é (ou foi) cristão. O que é ser cristão? O que significa ser ou não ser cristão? Jesus seria cristão? Inicialmente, é preciso voltar no tempo… Buscar os poucos registros – religiosos, é claro – que existem acerca daquele homem que teria vivido na Galiléia, há pouco mais de 2.000 Leia mais… »

Farsa ou Verdade no Espiritismo

Mais um alerta Em mídia pública, não-cooptada, não-proselitista, não-alinhada, sobre os “desmandos” e os “absurdos” desta seita cristã que se adonou da Filosofia Espírita em terras “do Cruzeiro”. Fundamental termos espaços, abertos, como o nosso, para a divulgação destes materiais e a ciência, por parte de todos, da posição crítica e coerente em relação às Leia mais… »

Espiritismo – Comece pelo Princípio

Quem procura estudar o Espiritismo E participar das atividades espíritas deve seguir um rito adequado para que o conhecimento seja pleno e efetivo. O Codificador da Doutrina dos Espíritos, o Espiritismo Foi Allan Kardec, o Codificador da Doutrina dos Espíritos quem estabeleceu um roteiro para a iniciação nos temas espirituais-espíritas. Em “O livro dos médiuns”, Leia mais… »

Que seja Segundo o Espiritismo

Em Defesa do Espiritismo Houve um tempo em que se conheceu um homem cuja motivação era a defesa incondicional dos postulados espíritas. Considerando que ele veio a conhecer a Doutrina dos Espíritos na fase de mocidade, foram em torno de quarenta anos, até o desencarne, de atuação firme, segura e inspirada, na divulgação das obras Leia mais… »

O Trinta de Junho e a Crítica da Obra Xavieriana

Se Allan Kardec tivesse sido contemporâneo de Francisco Cândido Xavier, que cenário e que panorama teriam sido, por ele, destacados? Qual a Visão que o Bom Senso Reencarnado Teria do Homem-Amor? É fato que Kardec, a seu tempo, adotou e assumiu um papel que, embora não tivesse qualquer característica de censura e classificação tanto em Leia mais… »

Impressões sobre o Lançamento de “A Gênese” – Obra Original

  Impressões sobre o Lançamento de “A Gênese” – Obra Original FEAL – Centro Espírita Nosso Lar Casas André Luiz Em dezembro de 2017 ouvi os primeiros rumores sobre o trabalho de Simoni Privato, divulgado dois meses antes no 4º Congresso Espírita Sul-Americano em Bogotá. Ainda não havia tradução para o português e alguns poucos Leia mais… »

A Gênese – Resenha da Tradução da 1ª Edição Francesa

A Gênese. Os milagres e as predições segundo o espiritismo; Autor: Allan Kardec; Tradução: da 1ª edição, de janeiro de 1868; Tradutor: Carlos de Brito Imbassahy; Equipe da Editora: edição e notas, revisão da tradução, revisão final, produção editorial, capa e projeto gráfico; Páginas: 413. Editora: Fundação Espírita André Luiz; Local: São Paulo; Data: maio Leia mais… »